terça-feira, 18 de setembro de 2012

Segunda, 10 de setembro de 2012

http://2.bp.blogspot.com/_iMPKlwsOIx8/TEtZ1iuGVOI/AAAAAAAAAY8/wdu1cNzc1hw/s1600/dom+jose+rodrigues.jpg
 Faleceu dom José Rodrigues de Souza, o bispo dos excluídos Dom José Rodrigues de Souza, bispo emérito de Juazeiro, Bahia, faleceu esta madrugada, 09-09-2012, em Goiânia, Goiás, depois de mais de um mês na UTI, em coma induzido, vítima de pneumonia contraída durante tratamento cirúrgico para retirada de água do crânio (hidrocefalia). A informação é do Boletim da CNBB e do sítio Combate ao Racismo Ambiental, 09-09-2012. Dom José Rodrigues de Sousa era natural de Paraíba do Sul (RJ), mas viveu a infância e adolescência em Aparecida (SP). Ingressou no Seminário dos Redentoristas em 1938. Na Congregação Redentorista, atuou como formador, nas Santas Missões Populares e como e superior vice-provincial em Goiás. Foi nomeado bispo de Juazeiro (BA) em 1974.
  

Durante seu episcopado, acompanhou a Comissão Pastoral da Terra e a Pastoral da Juventude do Meio Popular no Regional Nordeste 3 da CNBB. Foi ainda presidente nacional do Conselho Pastoral dos Pescadores. Desde sua renúncia, em 2003, dom José vivia no Convento Redentorista de Trindade (GO). Ainda em tempos de ditadura, dom José marcou a vida do povo sanfranciscano pela atitude firme e destemida, em defesa dos direitos da população pobre das caatingas, beira do rio e periferias urbanas. As pobres “vítimas do desenvolvimento” (barragem de Sobradinho, projetos de irrigação etc) eram os seus preferidos, como Jesus. Foi chamado “pequeno grande homem” – e o era! -, mas era mais mesmo o “bispo dos excluídos”!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com seu nome e email.